Você está lendo sobre o Ficha Limpa (ou sobre coisas que a gente sabe que nunca vão mudar)

sobre o Ficha Limpa (ou sobre coisas que a gente sabe que nunca vão mudar)

  • terça-feira, 13 de abril de 2010
  • Wash.
  • eu não gosto de política. nem um pouco. pra ser sincero eu odeio política. uhum. nem sei porquê inventei de escrever algo sobre isso, eu nunca votei em nenhum candidato, nunca tive candidato: sempre anulei meu voto. nem posso dizer que acho isso bonito, algo pra se orgulhar. afinal, anulando seu voto, você também está SE anulando como indivíduo na sociedade em que precisa conviver, dia a dia; a explicação mais coerente pra isso que eu posso te dar é que talvez dessa forma preferi me ausentar, nesses anos todos, do peso da responsabilidade de colocar um imbecil lá, decidindo por mim coisas que eu não preciso que decidam por mim: eu sei das minhas responsabilidades, dos meus deveres e principalmente dos meus direitos convivendo com todas essas 19 milhões de pessoas confusas e sem direção, das quais muito provavelmente mais de 80% precisem de alguém falando sim, o que elas devem fazer de suas vidas. óbviamente sem um resultado palpável, mas...

    e além disso, PRINCIPALMENTE, pra não me arrepender ao ter colaborado em tamanha besteira quando vejo por algum veículo de informação que aquele mesmo cara em que eu havia depositado minha confiança, há meses atrás, deixou um rombo faraônico na grana da União, deu uma de louco e renunciou o cargo, pra poder se candidatar na próxima eleição com aquela cara lavada de "eu nem tava aqui quando isso aconteceu". a não serrr, claro, que você desperdice o seu precioso voto num cara que foi "ENGRAÇADO" na campanha; ou naquele outro que tem um discurso assombrosamente fascista mas você não repara no que ele tá dizendo porque a barba dele é "esquisita" e ele consegue articular 450 palavras em 15 segundos de propaganda. ou quem sabe naquele ator famoso que não sabe NADA de política e só entra lá porque quer (assim como você e eu) um salário astronônico e imunidade politica até pra tocar fogo em mendigo ao meio dia no viaduto do Chá, se tiver vontade. (que fique claro: eu não tenho vontade de tocar fogo em ninguém!, só de ganhar o salário que esses bastardos ganham.)

    mas a questão em voga que eu proponho nem é a politica em si. são os atos praticados em torno da politica, pequenos e imperceptiveis (!!...) detalhes, coisas que todo mundo tá careca de saber que acontece, enfim, presepadas de todo grau e circunstância que se possa imaginar tendo como apoio simplesmente a imunidade parlamentar pra se defender de qualquer uma delas. e quando falta recursos ou desdobramentos verbais bizarros, simplesmente renunciam, como já foi dito.

    e seguindo a longa tradição da "malemolência" do politico brasileiro pós-ditadura - eleição de Collor calcada pela midia-orwelliana, máfia consentida PC Farias, contas bancárias impensáveis de Paulo Maluf nas ilhas Caimãn, as inúmeras (inúteis) CPIs de precatório, pizza, ambulância, mensalão e outros nomes inventados pra virar piada, abuso de poder de Renan Calheiros, mais mafia consentida de Roberto Jefferson, o caso Arruda mais recentemente, só pra citar alguns exemplos, caso o BBB #10 e quedas de aviões e caso Nardoni e caso Glauco e terremotos no Haiti e Chile e caos no Rio de Janeiro tenham feito você esquecer isso tudo... não se preocupe: isso é feito exatamente com o propósito de que você esqueça tudo mesmo.

    retomando: seguinda essa longa tradição, agora essa do projeto Ficha Limpa, um projeto de lei que proíbe de se re-candidatarem os politicos que por algum motivo tiveram seus filmes torrados na vida pública. na real essa lei é só um "botar de castigo": ela não tem um efeito permanente, só impede por um tempo do fulano continuar ganhando dinheiro da forma que ele bem entende só com o nome do cargo político. só dá um "esquenta" nos bichos, pra ficarem espertos. pra mim, só seria realmente efetiva se BANISSE PRA SEMPRE os caras que fazem mal uso do poder público. mas ok. já é alguma coisa.

    enfim, esse projeto tá em processo de aprovação já desde 1993. dessa vez alguém resolveu levar isso a cabo e, vejam só, era pra ser votado no plenário nessa semana que passou, mas foi adiado!... sem maiores explicações, pra maio!! mesmo tendo em mãos uma petição de 1 milhão e 700 mil assinantes apoiando o projeto de lei!! que coisa, não? porque será que nem eu, provável nem você, nos espantamos com isso?? será que é porque ele passando pra maio, e SE for votado em maio, e SE for aprovado, já foi tempo suficiente pros caras queimados terem se candidatado novamente pras eleições de novembro?? será que pode ter a ver? não sei, viu... quem sabe...

    o lance é que, além desses 1,7mi que assinaram a lista, eles pensam que existem 150 milhões de idiotas que não vêem nada o que está acontecendo em suas voltas; o lance é que abusam da sorte, apoiados na tal imunidade parlamentar, e que não sacaram ainda que na Revolução Francesa, quando a galera se ligou que existia uma diferença entre "humanos e lixo", a imunidade parlamentar foi pras picas, não adiantou de nada pras cabeças rolarem. vão esperando então: eu quero ver as RUAS, se essa porcaria de projeto não for aprovado. 1 milhão e 700 mil, talvez 2 milhões ou mais (continuem assinando), de lenço na cara, molotov na mão, e RUAS!!!

    do mais, e por enquanto, a arma é informação. leia. procure sozinho pela informação. seja seletivo quanto a ela, porque não se deve confiar em tudo que se lê também: tenha bom senso, o bom senso já é metade do caminho andado pro bom aproveitamento do cérebro, essa parte tão subestimada do nosso corpo. aqui vai uns lugares de utilidade pública pra você que não quer ser (tão) enganado da próxima vez que tiver que sair de casa pra ir perder seu tempo (ou não) votando:


    http://www.votoconsciente.org.br/ - no tópico atuação em SP, lá embaixo, tem link pra saber quem são os deputados de SP e avaliação de cada um deles e de seus respectivos partidos.

    http://www.transparencia.org.br/index.html - no Transparência Brasil você encontra projetos que foram aprovados e seus efeitos, concientização do voto, andamentos e processos de licitações, infos sobre corrupção (e combate) no país todo.

    http://www.asclaras.org.br/2006/index.php - o Às Claras mostra dados detalhados pela Justiça Eleitoral de, por exemplo, de onde saiu a grana que seu candidato usou pra financiar a campanha política dele, inclusive quem são os doadores.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Brasil - só pra conhecer um pouco o lugar onde você mora. coisa básica.

    http://www.midiaindependente.org/ - notícias sobre vários cantos do mundo; coisas que você não vai ficar sabendo no Jornal Nacional, muito com certeza.

    tá na sua mão.

    1 coffee junkies:

    1. Marcelo Mayer disse...
    2. sinceramente. nada vai adiantar quando vejo um arruda desfilar junto a sua bela mulher ou ver sérgio cabral chorar pela divisão de riquezas naturais, mas preocupado em remarcar os jogos no maraca. nada me convence que algo vai melhorar.

      13 de abril de 2010 11:32